Um músico profissional deve ter o máximo de requisitos necessários para obter êxito na profissão. A partir daqui, você terá mais dicas para ser um músico melhor.

Talvez, você se pergunte: mas faço tudo para ser contratado, e por que não sou? Aquele meu colega nem era tão bom assim e acabou ocupando a vaga de baterista de uma banda famosa. Acho que ele nasceu para brilhar! Será que isso é verdade? Tem pessoas que já nascem pré-determinadas ao sucesso?

Acredito piamente que estamos todos no mesmo nível de oportunidades. Temos todos as mesmas chances de crescer. A diferença está nas atitudes e nas escolhas que fazemos. Não existe diferença entre seu amigo bem-sucedido e você, até que um se destaque mais que o outro.

De repente, mesmo você sendo mais habilidoso, seu colega tem mais facilidade em conviver, por exemplo. Cabe então a você começar a praticar não só as técnicas no instrumento, mas atitudes que façam a diferença.

Abaixo, estão algumas atitudes que o farão se destacar no relacionamento interpessoal e assim ser um baterista mais requisitado!

1 – Pense como um vencedor

Descobri, por experiência própria, que devemos começar a ter atitudes vencedoras mesmo antes de atingirmos os objetivos. Isso não quer dizer que você tenha de ser prepotente e cego com as possibilidades. O que estou dizendo aqui, é que se você deseja ser bom em uma coisa, deve começar a agir como campeão antes mesmo de atingir seus objetivos.

Lembro-me de que antes de me tornar um músico mais solicitado em minha região, comecei a agir mudando meus pensamentos e atitudes, minha fala e até o modo de me vestir. Isso serve para você que deseja uma vaga numa banda, por exemplo. Se há possibilidade de crescimento e você acredita que pode preencher a vaga, passe a imaginar e agir como se já estivesse lá.

2 – Qualifique-se  

Existe muita gente exigente, que escolhe demais, mas que na verdade não tem muito a oferecer. Então, a dica é: qualifique-se! Independentemente do estilo que queira tocar, ser realmente bom faz toda a diferença. Faça aulas, mesmo que você tenha aprendido muita coisa sozinho. Se possível, entre numa escola de música ou conservatório. Mesmo que você seja autodidata, jamais pare de estudar e esteja sempre atento com as tendências do mercado, especificamente no ramo da música.

Se você ser bem-sucedido como baterista profissional, nunca pare de estudar. Tem gente que faz exatamente ao contrário, ao chegar a certo patamar, deixa de se aperfeiçoar. Isso pode ser ruim para a carreira. Pois acabamos nos deparando em situações que só o conhecimento pode ajudar. Tudo bem que a experiência é fundamental, mas acredito que experiência e conhecimento estão inteiramente ligados.

Uma lição tirada de um evento real da minha vida: certa vez, acabei sendo reprovado num teste para um grupo de reggae porque não dominava o estilo. Se eu tivesse decidido aprender a tocar esse ritmo, minhas possibilidades de entrar para a banda seriam maiores.

3 – Seja educado e diplomático

Um quesito pessoal imprescindível para qualquer músico é a educação. Tenha atitudes que condizem com o caráter, aliás, ter caráter é fundamental. Saiba tratar bem os seus colegas de música. Evite ser o cara chato que as pessoas só engolem porque toca bem, que quando está longo do instrumento é um “nojo de pessoa”.

Use o conhecimento ao seu favor e mantenha a classe. A diplomacia é essencial para as pessoas de sucesso. Quando nos referimos a alguém como “diplomado” ou “diplomático”, estamos dizendo que aquela pessoa treinou, adquiriu conhecimento, transformou habilidades em atitudes. Então, seja um baterista de classe!

4 – Seja Pontual e responsável

Administrar o tempo nos dias de hoje é um desafio, mas se você quer se destacar como baterista profissional, precisa ter responsabilidade com horários e compromissos. Esse é um requisito básico para quem deseja obter sucesso como músico.

Evite faltar ensaios; chegue antes do horário marcado; se marcou com algum contratante, cumpra; se prometeu, faça. Anote seus compromissos, tenha uma agenda (isso á básico), utilize o despertador do seu celular e, se não puder comparecer a alguma gig, avise com antecedência e indique alguém para te substituir.

Atenda as ligações até mesmo daqueles que você não quer atender e seja franco. Nunca gostei de faltar compromissos, sempre tentei chegar no horário e, em todo tempo, tive responsabilidade em meus freelancers. Em algumas ocasiões, eu era o primeiro a chegar e o último a sair. Claro que é preciso ter cuidado com os excessos. Separar tempo para a família e o lazer é algo fundamental para uma vida melhor, mas num todo, cumpra seus compromissos.

5 – Esteja preparado para mudanças

Independentemente com quem você toque, esteja preparado para possíveis mudanças, as quais podem alterar o rumo de sua carreira. As bandas não são eternas. Não se engane, não existem mais quaisquer garantias de emprego por parte dos contratantes.

Faça por onde manter-se contratado, mas se sentir que a coisa iria descambar, agilize outros trampos. Crie redes de relacionamento, tenha bons contatos. Entretanto, faça isso com ética e profissionalismo. O hábito de fazer amigos pode colaborar para que você nunca fique desempregado.

6 – Mantenha-se motivado

A motivação é válida para tudo na vida. Por isso, mantenha-se motivado mesmo que as pessoas ao seu redor tentem desanimá-lo. Manter o foco nos objetivos e fazer bem feito são atitudes de quem é automotivado.

Analise seus sentimentos a cada amanhecer. Você é daqueles que quando abre os olhos e pensa no trabalho se sente alegre, ou daqueles que quase choram ao lembrar que vão enfrentar mais uma rotina de apresentação chata no barzinho?

Uma boa dica é ler livros e assistir a vídeos que o animem. O mercado editorial e a internet estão cheios de coisas motivadoras e produtivas, é só procurar. Mas evite as pseudo motivações e os conceitos vazios. A ideia aqui e que você se mantenha feliz atuando como baterista profissional.

Por fim,

7 – Seja um baterista profissional de visão

Procure pensar fora da caixa, ir por caminhos diferentes dos convencionais. Esteja atento ao futuro da profissão, pense na música, dedique-se a ela e, antes de vestir a camisa de uma gig, vista a sua. Queira ver a banda progredir, crie e repasse ideias para os líderes de bandas, mas saiba que pode encontrar pessoas com pensamentos contrários.

Tenha visão, conheça o mercado no qual você atua e todas as áreas da música. Mas claro, faça isso com inteligência e sutileza para não ouvir frases como: “Não meta o bedelho aí, vai tocar seu instrumento”. Se sentir que o lugar onde está não é o ideal, mude de banda (já é a segunda vez que aconselho isso). Mas não deixe de fazer o certo.

Vá em frente e seja feliz!