Autor: Paulo Maccedo

Rock in Rio é puro marketing (e tudo bem por isso)

Se você analisar o Rock in Rio pelo prisma de mercado, consegue entender porque tem várias atrações não relacionadas ao rock. Na verdade, o evento sempre foi aberto a outros estilos desde sua primeira edição. O festival pode ter “rock” no nome, mas é, acima de tudo, uma feira, um parque no qual a música é apenas uma das atrações. Entenda, o Rock in Rio foi criado primordialmente para ser uma plataforma de marketing, e não um festival de rock. E o lucro — ah, o lucro! — sempre foi o objetivo (nada contra o lucro, tá?). Fora isso,...

Leia mais

Imite quem merece ser imitado! 

Eu tinha o quê? Uns 12 ou 13 anos. Naquela época, estava aprendendo a tocar bateria, o instrumento que sou apaixonado desde criança. Li numa revista especializada uma matéria sobre um cara chamado Neil e sua banda de rock, com quase 30 anos de estrada. Neil Peart não é o indivíduo que podemos chamar de cara comum. O canadense, baterista do Rush, é considerado por muitos, inclusive eu, o melhor baterista de todos os tempos. Em suas performances musicais, consegue combinar velocidade espantosa, técnica proeminente e uma criatividade única. Tem o costume de fazer solos experimentais durante os concertos,...

Leia mais

Você costuma ouvir música enquanto trabalha?

Embora bastante comum, esse hábito gera muitos debates. Muitos dizem que ouvir música compromete a concentração e derruba a produtividade. Por outro lado, tantas pessoas defendem que suas bandas favoritas as fazem render mais no trabalho. Falando por mim, quando ouço o Rush, por exemplo — que não é difícil perceber ser minha banda preferida — sinto a criatividade fluir. Acho que é mais pela inspiração de um som perfeito que o trio fazia, e pelas letras de Neil Peart que me levam a um mar de reflexões. Naquelas atividades que requerem muito mais do que plena atenção —...

Leia mais

O diabo é o pai do rock?

Por um breve passeio pela história do rock, nos deparamos com a informação de que membros dos Beatles, Led Zeppelin, Rolling Stones e Black Sabath flertaram com doutrina ocultista e tinham como influência o famoso Aleister Crowley, ocultista britânico membro da Ordem Hermética da Aurora Dourada. Crowley despertou a curiosidade de músicos e artistas, acima de tudo, por sua doutrina libertária da Thelema, que o encaixava mais como um anticristão. Queiram ou não, Aleister Crowley teve uma influência forte na contracultura dos anos 1960 e 1970, passando por nomes importantes da música, principalmente do rock. Isso é um fato....

Leia mais

Filme de baterista: porque você deve assistir a Whiplash

Vários filmes de músicos que já foram realizados sempre o personagem principal se estabelece na figura do artista e de seu instrumento. Filmes como Bird, Por volta da meia noite, e diversos outros nos levam a ter uma visão perfeita da interação entre artista e instrumento. Em Whiplash é diferente, pois nele é incluído um terceiro elemento principal que é o professor de um conservatório de música, com métodos impactantes de ensino aos alunos. Isso causa um impacto bastante significativo em quem assiste ao filme, pois acabamos por conhecer um perfil muito diverso de um padrão estabelecido em nossas...

Leia mais
  • 1
  • 2