A bateria é um instrumento que provoca grande interesse em pessoas que desejam fazer parte de uma banda ou acompanhar um cantor, por exemplo.

Considerada um dos instrumentos musicais mais famosos de todo o mundo, a bateria conta com técnicas básicas que podem ser aprendidas rapidamente…

Mas, claro, como todo instrumento, é necessário meses ou anos de dedicação para alcançar um domínio perfeito.

Neste artigo vamos abordar três dicas para aprender a tocar bateria que serão muito úteis a você que está começando no maravilhoso mundo dos tambores e pratos!

Confira!

1 – Estudar música é o primeiro passo para aprender a tocar bateria

aprender a tocar bateria

Nada que se queira fazer na vida depende só de talento…

Ele é importante, mas sozinho não funciona, com exceção aos gênios. E esses são raríssimos.

Para os demais mortais, o aprendizado passa por muito esforço, dedicação e estudos ininterruptos.

Estes conceitos se aplicam à arte e também para aqueles que querem aprender a tocar bateria e devem ser aplicados com muito mais seriedade.

Embora possa parecer que todos nós somos dotados de um grande domínio para manusear instrumentos de percussão, isso não é uma verdade, pois qualquer instrumento tem de ser estudado e conhecido com profundidade, até mesmo para se conseguir o melhor resultado possível em sua execução.

A bateria é um caso mais específico, pois envolve coordenação motora de alta complexidade e uma enorme variação de sons que se pode obter em sua execução.

Assim o conhecimento profundo de sua estrutura e de suas possibilidades musicais é essencial para atingir um nível superior ao tocá-la.

A melhor maneira de iniciar o processo para aprender a tocar bateria é se inscrevendo em uma escola de música ou buscando um professor particular (ou até mesmo um curso online) que possa lhe ensinar os princípios musicais e acompanhar sua evolução.

A opção de ser autodidata no aprendizado de bateria pode ter sucesso; porém, certamente demandará mais tempo e pode ocasionar vícios de execução de difícil mudança, comprometendo seu resultado final.

Não tenha pressa em desenvolver seu aprendizado e suas técnicas musicais, isso ocorrerá no devido tempo e vai depender também de seu empenho e treinamentos.

Não espere resultados imediatos, mas tenha certeza de que virão se você usar os recursos profissionais adequados para seus estudos.

Não se iluda, pois bateristas necessitam estudar e saber ler partituras musicais, ritmos e compassos.

Pode parecer que tudo é diversão e lazer; porém, os músicos, que são seus ídolos, passaram por momentos de muito estudo e aprofundamento em teoria musical.

Por isso, desenvolveram técnicas próprias e conseguiram o sucesso. O improviso certamente é bastante apreciado. Entretanto, até mesmo essas execuções são baseadas em muito estudo e o domínio da arte de tocar bateria.

2 – Estabeleça uma rotina para praticar

aprender a tocar bateria

O processo para aprender a tocar bateria depende muita dedicação para que se possa obter uma melhoria de desempenho e o domínio técnico do instrumento.

Para que possa acontecer e facilitar a dedicação e a prática dos conhecimentos é essencial que se crie uma rotina de treinamentos e execuções musicais.

Isso permite que o processo de aprendizado seja realizado de forma natural, fazendo parte de suas atividades cotidianas, sem deixar de lado outras rotinas que você tenha que se dedicar.

A prática traz uma possibilidade de avaliar a evolução que você está conseguindo na execução da bateria, assim como as necessidades de maior atenção para os fatores que necessitam de melhorias em seu desempenho.

Tocar bateria não é simplesmente decorar execuções, deixando de lado a parte técnica. Dessa forma, você estará executando músicas de forma robotizada, sendo uma cópia do original e não entendendo bem a profundidade de execução musical.

Desenvolver estudos direcionados às técnicas, coordenação e levadas, cria um padrão rotineiro e que se incorporará a suas execuções com muito mais brilho.

Para auxiliar de forma bastante importante o seu desenvolvimento de aprendizado é importante utilizar o metrônomo, que permitirá acompanhar a evolução de suas batidas e andamentos de movimentos e ritmos.

Isso está relacionado à marcação do andamento musical que este equipamento permite, auxiliando o baterista a ouvir e melhorar suas execuções.

Então, para auxiliar e estabelecer uma rotina de seus estudos prepare uma agenda de práticas de bateria e cumpra estas definições de forma intensa.

3 – Selecione vídeos e áudios de bateristas de vários estilos

aprender a tocar bateria

Uma boa iniciativa para permitir aprender a tocar bateria de forma mais adequada é passar a ter como rotina a audição de músicas e atentar para as performances de seus bateristas favoritos.

Ouvir bateristas tocando permite apurar técnicas auditivas para identificar estilos e características pessoais de cada músico. Além disso, é importante assistir vídeos de execuções de bateristas consagrados para poder analisar visualmente suas técnicas.

Em ambos os momentos, ouvir e assistir, devem fazer parte de seu programa de estudos e de seu desenvolvimento musical, pois determinam a possibilidade de seu aprimoramento e conhecimento musical, consolidando assim seu aprendizado.

Faça audições de diversos estilos musicais, normalmente o jazz é a base de estudos da maioria dos músicos, assim como o rock and roll, o samba etc., que demonstram estilos próprios e que são bastante importantes para se beber dessas fontes.

Esses processos permitirão que você mantenha uma estratégia própria para desenvolver seu estilo e se destacar dentro do mercado musical. Contudo, isso somente será atingido após muito estudo e prática.

Pode acreditar que este foi o caminho de todos os seus ídolos até se tornarem os ícones que hoje se apresentam. E isso indica que este caminho é o mais indicado a ser perseguido para que seja possível ser um músico vencedor.

Hora de aprender a tocar bateria!

Em resumo, para aprender a tocar bateria é necessário aplicar bastante atenção ao desenvolvimento de estudos da música, determinação e dedicação ao instrumento.

Ter bastante contato com as técnicas de outros bateristas também é um fator fundamental para melhorar seu aprendizado.

Além disso, é importante praticar rotineiramente e definir uma rotina para que este aspecto seja atingido; o ideal é que seja definida uma agenda com horários a serem atendidos pelo estudante, para facilitar sua rotina de estudos e práticas musicais.

É isso…

Bons estudos!

PS.: Aqui no RockDrum indicamos um curso online de bateria bem bacana, com o professor Guima. Se você quiser conhecer, basta acessar este post!